segunda-feira, 22 de maio de 2017

OCUPAR BRASÍLIA CONTRA AS REFORMAS


A luta continua contra o pacote de maldades do governo golpista de Michel Temer contra os trabalhadores brasileiros. Enquanto isto as projeções após o pacote, é que a concentração de renda aumente no país.

As mobilizações crescem em todo o Brasil, a Greve geral do último dia 28 de abril, a maior da história, já deixou incomodados os parlamentares e agora está marcada para Brasilia, a Macha e Ocupação da capital federal, na próxima quarta-feira, dia 24 de maio.

"É hora de radicalizar para barrar este assalto aos nossos direitos. É hora de tomar Brasília, de ocupar a capital e impedir que o governo golpista de Michel Temer e sua bancada no Congresso Nacional aprovem as reformas da Previdência e trabalhista", defendeu a presidenta do Sindicato, Adriana Nalesso. 

Está prevista a chegada de milhares de trabalhadores de todos os estados ao centro do poder, na maior mobilização já vista na capital federal, convocada por todas as centrais sindicais, confederações, federações e sindicatos do país, além do movimento estudantil, dos sem-terra e sem teto.

As últimas pesquisas demonstram a insatisfação da população com as reformas. O site do próprio partido do presidente, o PMDB, fez uma pesquisa perguntando quem era a favor ou contra as reformas. Mais de 37 mil participaram da enquete e quase 36 mil (96%) posicionaram-se contra. Apenas 2% (601), deram sua posição a favorável. O Datafolha também realizou uma pesquisa e 71% responderam serem contrários as reformas.

Com toda esta rejeição, só mesmo a mídia golpista, liderados pelas Organizações Globo, para permitir que o Temer ainda tenha alguma chance de realizar as reformas. O silêncio é vergonhoso, enquanto reservam boa parte do noticiários para perseguir o ex-presidente Lula e também mantém o silêncio dos seus "aliados" do PSDB. 

domingo, 21 de maio de 2017

BOM DOMINGO!


Uma imagem de mais um lindo ponto da Cidade Maravilhosa. Vista do Cristo Redentor com os barcos na Enseada de Botafogo, numa foto tirada do Bairro da Urca. BOM DOMINGO! 

sábado, 20 de maio de 2017

PALPITES DO BRASILEIRÃO - 2ª RODADA

Vamos aos meus palpites para a segunda rodada do campeonato Brasileiro. Na primeira rodada foram 6 acertos em 10 jogos, 60% de aproveitamento.

SÁBADO - 20 DE MAIO

16:00 - Vila Belmiro
SANTOSXCORITIBA - EMPATE

19:00 - Arena Condá
CHAPECOENSEXPALMEIRAS - CHAPECOENSE

21:00 - Serra Dourada
ATLÉTICO-GOXFLAMENGO - EMPATE


DOMINGO - 21 DE MAIO

11:00 - São Januário
VASCOXBAHIA - VASCO

16:00 - Nilton Santos
BOTAFOGOXPONTE PRETA - BOTAFOGO

16:00 - Independência
ATLÉTICO-MGXFLUMINENSE - ATLÉTICO-MG

16:00 - Arena da Baixada
ATLÉTICO-PRXGRÊMIO - ATLÉTICO-PR

16:00 - Barradão
VITÓRIAXCORINTHIANS - EMPATE

19:00 - Ilha do Retiro
SPORTXCRUZEIRO - CRUZEIRO



SEGUNDA - 22 DE MAIO


20:00 - Morumbi
SÃO PAULOXAVAÍ - SÃO PAULO



HISTÓRICO:

1ª RODADA: 6 ACERTOS - 60% DE APROVEITAMENTO

sexta-feira, 19 de maio de 2017

A RENÚNCIA SERIA UM GESTO PELO BRASIL, MAS GRANDE DEMAIS PARA O TEMER


Depois de todos os episódios da última quarta-feira e quinta, o golpista Michel Temer, deveria fazer uma fala a nação e renunciar. Mas este gesto não sairá, afinal seria grande demais para ele.

O Brasil só tem uma saída para restaurar a tranquilidade política e assim fazer a economia voltar a crescer de verdade, e não somente nas manchetes dos jornais e nas chamadas dos telejornais. O país precisa volta a gerar empregos e renda para sua população.

Não adianta achar saídas que não passem por um novo processo de eleições gerais. este Congresso também não tem qualquer moral para tocar nenhuma reforma que ajude o Brasil a sair deste atoleiro. O povo precisa ter de volta nas suas mãos a saída para a crise política interminável e com urgência. Afinal quem vem pagando a conta de tudo é o povo trabalhador.

Não podemos esquecer de quem foi o fiador de todo este processo, que levou o Brasil ao fundo do poço, as Organizações Globo, que trabalhou insistentemente para frear o projeto de distribuição de renda que estava em curso e com isto criaram uma ruptura democrática, como saída. Esta é o resultado da política desastrosa da Globo.


Mas a classe dominante não fez tudo isto para deixar o presidente mais popular da história do Brasil, voltar ao poder. Topam qualquer saída, desde que o Lula seja eliminado do processo. Mas isto não é uma coisa fácil de fazer, por causa da popularidade do ex-presidente, dentro e fora do país, além das fragilidades e descrédito das instâncias brasileiras.

Por não ter saída é que eles trabalham para a via de eleições indiretas, através de um congresso corrupto, como este, sem consultar ao povo. Isto não será solução e não vai repactuar o país. O Brasil precisa de um governo que represente a maioria do povo.

Fonte: Blog do Altamiro Borges

A REVISTA VEJA DA MARISA É PIOR QUE NA DITADURA


Comecei a trabalhar na VEJA como repórter, para uma estadia em duas fases distintas que somaram 17 anos. Fui editor executivo, correspondente internacional em Paris, redator-chefe. Fora da revista desde outubro de 1999, apoio integralmente o ato de repúdio marcado para hoje, em frente à editora Abril, dona da VEJA. A razão é simples. Não se trata de um protesto contra o jornalismo mas a denúncia de uma política perversa, que se vale do jornalismo para comprometer os valores da democracia.

Através da capa “A Morte Dupla”, onde acusa Lula de se esconder atrás da ex-mulher falecida em fevereiro para fugir de acusações furadas sobre o triplex do Guarujá, mais uma vez a revista alterou sua  atividade principal. Abandonou as prerrogativas do jornalismo para assumir o papel de instrumento da propaganda política, de quem não tem compromissos com os princípios da profissão nem zela pela credibilidade de suas informações. A capa é parte de uma falsificação destinada a atingir a credibilidade de Lula.

Como toda pessoa que acompanha o caso já teve oportunidade de tomar conhecimento, fosse em conversas com amigos da família, fosse com jornalistas interessados em saber o que tinha para dizer, Marisa jamais escondeu uma realidade básica: toda iniciativa para comprar a cota do imóvel foi sua, e não do marido. Pessoas ligadas a família já me confirmaram isso.

Cabe denunciar VEJA como ente político, como personagem nocivo do momento que o país atravessa — pelas mesmas razões pelas quais cabe denunciar os pronunciamentos de Jair Bolsonaro, Marcos Feliciano e outros perigos-públicos para a democracia e o debate político.

É bom recordar que não foi a primeira vez que a VEJA age dessa maneira em relação a uma liderança dos trabalhadores nem em relação a Lula. Os exemplos recentes são conhecidos e levam ao “Eles sabiam” da reta final campanha de 2014, ultima esperança do PSDB para virar um pleito apertado até o último voto. Para ficar num caso antigo e exemplar.

Em março de 1981 quando um tribunal militar condenou os líderes do Sindicato dos Metalúrgicas de São Bernardo a três anos e meio de prisão por terem conduzido uma greve considerada ilegal pela Justiça do Trabalho, a revista aproveitou a ocasião para publicar em sua Carta ao Leitor uma crítica bem ao gosto da ditadura. Em linguagem policialesca, fez críticas à  “costumeira balbúrdia de grupelhos extremistas, clérigos de esquerda, políticos oportunistas e teóricos diversos tentando influir e mandar no movimento sindical”.

A principal notícia do julgamento de 1981 é que, havia ocorrido uma intervenção ilegal dos comandantes militares sobre a Auditoria, para forçar uma pena mais dura contra Lula.

O  juiz titular, que nos dias anteriores comentara com colegas que achava que os sindicalistas até mereciam ser punidos, mas por uma pena mais branda, com base na Lei de Greve, acabou tirando férias providenciais. Em função disso, o caso ficou com o substituto, favorável a aplicação das regras mais severas da Lei de Segurança Nacional. A informação sobre a troca de juizes saiu na VEJA, ainda que bem escondida, no 15o. parágrafo.

Já se fora o tempo da censura prévia, é bom recordar.  Como notícia, no  puro jornalismo, deveria ter sido a manchete. Era um escândalo e não uma fofoca de bastidor. Mas a revista se rendera a uma ditadura que, após medidas de flexibilização da situação política, como a Anistia, ensaiava um caminho para recompor forças e frear os esforços de democratização.

Na mesma edição, saiu um segundo texto, carregado de metáforas, onde era possível entender a questão de fundo. Ali a revista advertia seus leitores e, em, particular, a oposição. Referindo-se a pressões por maiores liberdades e direitos como se fosse uma espécie de confronto, VEJA escreveu que “para cada ataque, estudantil, político, sindical, ou seja lá o que for, haverá uma resposta rápida e, para falar claro, sempre mais violenta.” Conforme a bola de cristal da revista, já aderindo a nova ordem, “as leis que valem são” as da força. E será assim “por muitos anos”.

Em maio de 2017, VEJA também fez o possível para agradar aos poderes de exceção que emanam da Lava Jato. “A morte dupla” nada mais é do que uma reverência à senha midiática lançada pelo procurador Luiz Fernando dos Santos Lima, um dos mais destacados da força-tarefa.

Numa iniciativa compreensível para tentar desqualificar o competente depoimento de Lula a Sérgio Moro, depois do julgamento o procurador lançou uma crítica em tom de lamento, uma típica lágrima de crocodilo. Referindo-se às “afirmações em relação à Dona Marisa, a responsabilizando por tudo, “Luiz Fernando dos Santos Lima disse: ” é um tanto triste de se ver feitas nesse momento até porque, como o ex-presidente disse, ela não está aí para se defender”. Ele ainda teve o cuidado de incluir a  expressão “infelizmente” numa frase que pretendia ser sentimental, mas era acima de tudo injusta e cruel.

Com “A morte dupla”, VEJA consolida uma nova regressão notável para sua história — e prejudicial ao país. Escondida num parágrafo acessível apenas aos leitores mais atentos com paciência para vencer pelo menos 15 parágrafos, sob a ditadura de 1981 a revista trouxe uma informação que interessava ao Brasil e aos brasileiros, ao mostrar  a intervenção do comando militar num julgamento de extrema relevância naquele momento. A revista apoiava a repressão absurda a Lula e aos líderes operários — mas deixava perceber que havia uma farsa em tudo aquilo, uma combinação de acertos entre generais arrogantes e magistrados submissos.

Em 2017, em torno do mesmo personagem de 36 anos atrás, faz pura propaganda para desmoralizar uma liderança que é  alvo de uma perseguição que pode marcar a fronteira entre democracia e ditadura.

POR PAULO MOREIRA LEITE
Jornalista e Escritor

Publicado nos sites, Brasil247 e Diário do Centro do Mundo

quinta-feira, 18 de maio de 2017

IMAGENS DA ENTREGA DA PROPINA PARA TEMER E AÉCIO

A delação da JBS, a mais dura em três anos de Lava-Jato, merece este título em grande parte devido às cenas a seguir. Nelas, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), destacado pelo presidente Michel Temer para tratar com Joesley Batista dos interesses de seu grupo empresarial, é flagrado pegando R$ 500 mil em propina — a primeira parcela de um montante prometido de R$ 480 milhões.

As cenas também são devastadoras para o presidente do PSDB, o senador mineiro Aécio Neves. A Polícia Federal filmou o primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, pegando, a mando de Aécio, R$ 1,5 milhão em propina — três quartos dos R$ 2 milhões que Aécio pediu, sem saber que era gravado, para Joesley. As cenas abaixo mostram esta entrega, ocorrida em 28 de abril deste ano.

As filmagens da PF mostram que, após receber o dinheiro, Fred repassou, ainda em São Paulo, as malas para Mendherson Souza Lima, secretário parlamentar do senador Zeze Perrella (PMDB-MG). Mendherson levou de carro a propina para Belo Horizonte. Fez três viagens — sempre seguido pela PF. As investigações revelaram que o dinheiro não era para advogado algum. O assessor negociou para que os recursos fosse parar na Tapera Participações Empreendimentos Agropecuários, de Gustavo Perrella, filho de Zeze Perrella. As cenas abaixo mostram a primeira entrega, ocorrida em 12 de abril deste ano.Imagens publicadas no blog do Lauro Jardim


Reprodução do Blog Amigos do Presidente Lula.

HOJE TEM BOTAFOGO!


Hoje o Botafogo tem mais que um simples jogo, tem uma final, contra o atual campeão da Libertadores, o Atlético Nacional da Colômbia, no Estadio Nilton Santos às 21:45.

A atuação da equipe contra o Grêmio, na estréia do campeonato brasileiro, deixou uma pulga atrás das orelhas da torcida. O comportamento do Sassá só ajudar a tumultuar ainda mais o ambiente. Mas agora é o jogo do ano, até o momento, e temos que ter vibrações positivas e acreditar sempre.

Uma vitória garante o Botafogo entre os 16 melhores da Copa Libertadores, um empate pode garantir a classificação, dependendo do resultado entre Barcelona e Estudiantes. Uma derrota deixa o clube num situação muito difícil, mesmo ficando ainda em segundo lugar no grupo, mas vai levar a decisão para o jogo contra o Estudiantes, na Argentina. 

Em 2014 foi assim e não deu certo. Vamos com tudo, vamos lotar o "Niltão" e empurrar o time os 90 minutos e garantir a classificação neste jogo. Tenho certeza que isto irá acontecer.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

ACORDO BIANUAL SERÁ BENÉFICO PARA OS BANCÁRIOS

Quando o Sindicato dos BancáRios assinou a Convenção Coletiva Nacional da categoria, muitos bancários não estavam concordando com o acordo com validade de dois anos, inclusive nas cláusulas econômicas. 

Mas a direção da categoria, mais uma vez acertou quando fez uma análise mais ampla da conjuntura e assim preservou os direitos dos bancários por este período, que vem sendo muito difícil para todos os trabalhadores brasileiros.

Diante de uma conjuntura política, onde o trabalhador vem sofrendo cortes de direitos e arrocho salarial, ter um acordo prevê um reajuste de reposição da inflação e mais um reajuste de 1% de aumento real, foi a melhor opção.

Poucos trabalhadores irão conseguir aumento acima da inflação, os que conseguirem terão que realizar fortes mobilizações. Com este acordo, os bancários do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, deverão ser os únicos funcionários públicos a terem aumento acima da inflação do período.

A direção do Sindicato dos BancáRios também acertou quando lançou a campanha "O GOLPE É CONTRA VOCÊ" e alguns bancários entenderam que o sindicato estava apenas defendendo o governo Dilma. Na verdade a direção olhou para frente novamente, e entendeu que a retirada da presidenta Dilma Rousseff e do PT do governo, os trabalhadores teriam seus direitos atacados. Novamente a direção acertou na mosca!

Agora é resistir e lutar contra a retirada de direitos, os trabalhadores não tem outro caminho.

terça-feira, 16 de maio de 2017

CONHEÇA O HISTÓRICO DO JUIZ SÉRGIO MORO

Sempre aprendi que um juiz deveria zelar pela democracia e SEMPRE ser imparcial, só assim poderia julgar sem parcialidade. Hoje o Brasil assiste um juiz dando declarações nas mídias sociais, e tendo lado na condução de um importante processo no país. 

As principais revistas semanais estampam em suas capas uma imaginária luta entre o Moro e o Lula. Só isto se descreve que o Juiz tem lado e se fosse um processo imparcial, ele estaria impedido de continuar no processo.

Agentes públicos corruptos e com provas, não com ilações, estão livres, leves e soltos pelas ruas do Brasil, como o Aécio Neves, Alckmin, Agripino Maia, entre outros, mas o que vai depor e ser exposto na grande mídia, que faz um cerco a um político jamais visto na história deste país, é o que tem inalações e suposições contra ele, Lula.

Conheça um pouco do histórico do Juiz Sérgio Moro, que virou o "queridinho" da direita reacionária e dos grandes meios de comunicações deste país. 

1 – Nascido em Ponta Grossa, em 1° de agosto de 1972, é filho de professor de Geografia da Universidade de Estadual de Maringá, Dalton Áureo Moro, morto em 2005, um dos fundadores do PSDB do Paraná, conhecidíssimo por suas ideias ultra-direitistas e por espinafrar qualquer um que tivesse ideologia de esquerda;

2 - Graduado em Direito pela UEM – Universidade Estadual de Maringá, em 1995, obteve posteriormente os títulos de mestre e doutor em direito pela Universidade Federal do Paraná. Através de seu orientador, Marçal Justen Filho, tentou ser professor da UFPR, mas queria ludibriar o regime de TIDE (tempo integral e dedicação exclusiva) da Universidade, mantendo o emprego na Magistratura e na UFPR ao mesmo tempo, e perdeu. Especializou-se em crimes financeiros e tornou-se juiz federal em 1996, ou seja, três anos apenas depois de se graduar (o que deve ser um recorde), e atua, até hoje, sem a carteira de advogado, pois nunca fez o exame da OAB;

3 - Cursou o 'Program of Instruction for Lawyers' na 'Harvard Law School' e participou de programas de estudos sobre lavagem de dinheiro no 'International Visitors Program', promovido pelo Departamento de Estado Americano;

4 – Seu primeiro serviço foi no escritório do advogado tributarista Dr. Irivaldo Joaquim de Souza,  que foi advogado de Jairo Gianoto, ex-prefeito de Maringá pelo PSDB, entre 1997 a 2000, que foi condenado e preso por gestão fraudulenta - a quem Moro serviu como testemunha de defesa, já como juiz de primeira instância;

5 - Tem como esposa a dra. Rosângela Wolff de Quadros Moro, uma advogada cujo escritório trabalha para o governo tucano do Paraná de Beto Richa, e assessora a megacorporação SHELL, uma das principais multinacionais imperialistas na área de petróleo. Recentemente, a esposa de Sergio Moro foi flagrada participando de desvios das verbas da APAE, num 'deja vü' de Rosane Collor, 'ex-posa' do ex-presidente Fernando Collor, que também participava de desvios de dinheiro dá instituição que cuida dos excepcionais;

6 – É Maçom e vive pregando em Igrejas Evangélicas, junto com outro juiz, pastor e notório anti-petista, anti-Brasil e baba-ovo dos EUA, formado por Harvard, o procurador 'Deltan POWERPOINT Dallagnol', que não tem provas mas muitas convicções, que a Lava-Jato tem auxílio de 'Deus';

7 - Em 2003, Moro julgou o escândalo do BANESTADO, que envolveu remessas ilegais de mais US$ 124 bilhões (R$ 520 BILHÕES) ilegalmente, para os EUA, no final da década de 90 - para se ter uma ideia, o montante estimado que foi desviado na PETROBRAS é de cerca de US$ 20 BILHÕES). Neste caso, onde só foram para cadeia alguns laranjas e doleiros sem nenhuma importância, o juiz contou com a ajuda do doleiro ALBERTO YOUSSEFF, natural de Londrina-PR, e ignorou solenemente suas delações contra JAIME LERNER e ÁLVARO DIAS, membros do alto tucanato do Paraná, que tiveram suas campanhas amplamente financiadas pelo doleiro, além de utilizar várias vezes o seu jatinho particular;

8 - Em 2010/12, Moro foi assessor da Ministra ROSA WEBER (coincidentemente, prima da esposa do candidato AÉCIO NEVES, e cujo filho, DEMÈTRIO WEBER, trabalha na REDE GLOBO -  de quem o 'juizmoro' recebeu premiação e foi projetado nacionalmente como o caçador de 'corruPTos'), no julgamento televisivo do Mensalão do PT, a famigerada AP-470, quando promulgou o famoso e famigerado voto: "Não tenho provas contra você, Zé Dirceu, mas vou condená-lo mesmo assim, porque assim permite a literatura jurídica";

9 - Em 2014, através de escutas plantadas nas empresas do José Janene (PP) um dos cabeças do caso do 'Mensalão', a PF chega ao doleiro Carlos Habib Chater, que tinha como base de atuação o Posto da Torre, em BRASÍLIA (daí o nome de 'Operação LAVA-JATO'). Nesse momento surge em cena novamente a figura do Doleiro ALBERTO YOUSSEFF (codnomes: 'Primo' e 'Beto'), captado em escutas telefônicas. Yousseff, então, é preso e  concorda em fazer delação premiada novamente, e o 'juizmoro' dá início, em Curitiba, à Operação LAVA-JATO, que tem por escopo investigar as denúncias de desvios na PETROBRAS (que tem sede no Rio de janeiro), e torna notório o bordão "NÃO VEM AO CASO", emitido pelo juiz todas as vezes que as delações incriminam ou lançam suspeitas sobre TUCANOS, ou qualquer um que não pertença ao PT;

10 – Após 3 anos de Operação Lava-Jato e suas intermináveis fases, e idas e vindas, sob o comando do 'juizmoro' - que, notadamente, recebe salário muito acima do teto constitucional, e que viaja com frequência aos EUA para trocar 'informações' com os órgãos de controle daquele país que GRAMPEARAM a PETROBRAS e a PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL durante anos, o resultado é estarrecedor:

10.1 - ALBERTO YOSSEFF, doleiro corrupto e bandido contumaz, que deveria estar preso  mas, apesar de reincidente, recebeu todas as benesses de uma nova delação premiada, manteve boa parte de seu grande e patrimônio ilícito e responde em liberdade por seus crimes, tendo se tornado uma espécie de DELATOR PESSOAL do 'juizmoro';

10.2 - Quase todas as grandes empreiteiras nacionais estão com seus diretores e presidentes presos preventivamente há pelo menos um ano. Centenas de obras foram paralisadas e milhões de trabalhadores foram lançados ao desemprego, jogando o país numa crise sem precedentes, cujas causas são muito mais políticas e internas do que econômicas e externas  A referida "Operação"  foi criada com o objetivo único de culpabilizar e criminalizar o PT e as políticas sociais que fizeram o BRASIL e o Presidente LULA respeitados em âmbito internacional - levou o país de 14a a 5a. economia do mundo, numa situação de pleno emprego, em pouco mais de 10 anos de governos progressistas ;

10.3 - A cadeia produtiva da PETROBRAS, que respondia por 13% do PIB nacional, até 2014, foi quebrada e a empresa corre sérios riscos de ser fatiada e privatizada, assim como o Pré-sal -  que ela descobriu com tecnologia própria -, e muitos de seus valiosos ativos estão sendo leiloados a preço de banana pelo novo presidente da Petrobras, Pedro Parente, que já foi Ministro de Fernando henrique Cardoso, nos tempos da PRIVATARIA TUCANA;

10.4 - A indústria naval e a indústria aeroespacial foram destruídas, bem como foi destruído o Projeto Nuclear Brasileiro, com a prisão irresponsável e injustificável do Almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, responsável pelo desenvolvimento de método revolucionário de beneficiamento de urânio, no qual os EUA tem grande interesse;

10.5 - Os políticos mais delatados, até agora, na Lava-Jato do 'juizmoro' são, notoriamente, membros do PSDB, PMDB e PP, que são inúmeros e permanecem intocados. Esta malta de delatados que 'não vem ao caso', por sua vez, uniram-se num conluio macabro para derrubar a Presidente eleita através de um GOLPE DE ESTADO farsesco e circense absurdo, e tomar o Poder no País, e há graves suspeitas de que assassinaram o Ministro TEORI ZAVASCKI, que já havia anunciado que levaria a julgamento TODOS os envolvidos no esquema de desvio investigado pela LAVA-JATO, que hoje querem abafar;

10.6 - Só quem foi para a cadeia até o momento foram o costas largas ZÉ DIRCEU (novamente sem provas e acusado dos mesmos crimes pelos quais foi absurdamente condenado sem provas na AP-470) e João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, mesmo tendo apresentado toda a contabilidade das doações recebidas pelo partido nas campanhas de 2010 e 2014;

Texto no whatsapp de James Fricke - 25/04/2017

segunda-feira, 15 de maio de 2017

VINHO DE A a Z

Vai chegando o inverno uma boa época para saborear um bom vinho. Então conheça um pouco do mundo da "bebida dos deuses".
Acidez - É o nome que se dá à composição de ácidos da bebida. Um vinho equilibrado é aquele cuja acidez aparece na medida certa.
Adstringência - Sensação de aspereza na boca, provocada pelos taninos do vinho.
Aroma - Como o vinho é percebido pelo nosso olfato. Pode ser captado por via nasal (o nariz aspira direto do copo) ou retronasal (o olfato chega às vias nasais logo após o vinho entrar em contato com a língua e a boca).
Áspero - Com excesso de adstringência e acidez.
Assemblage - É a união de dois ou mais tipos de uva em um único vinho. Também chamada de "corte".
Aveludado - Untuoso, macio, remete à textura do veludo.
Buquê - É o aroma que o vinho adquire durante sua estadia dentro da garrafa.
Brut - Um espumante "brut" é mais seco, com poucos açúcares.
Cava - Nome dado aos espumantes produzidos na Espanha.
Cepa - Equivale à variedade da uva.
Champagne - Designa os espumantes produzidos na região da Champagne, no nordeste da França.
Complexidade - Característica de um vinho com diferentes aromas.
Decantar - Colocar o vinho em uma jarra (decanter) para separar os sedimentos do líquido e deixá-lo respirar. Assim, os aromas da bebida afloram por completo e seus sabores podem ser percebidos totalmente.
Encorpado - Vinho que preenche a boca, com certo peso proveniente principalmente do teor alcoólico.
Enófilo - Apreciador de vinhos.
Enólogo - Profissional responsável pela produção do vinho.
Equilíbrio - É a combinação entre os componentes do vinho. Um vinho "desequilibrado" é aquele que tem, por exemplo, uma proporção exagerada de álcool.
Espumante - Vinho que contém gás carbônico produzido naturalmente. Os espumantes passam por duas fermentações -a segunda é a que dá origem às borbulhas. Se produzido na região da Champagne, na França, é chamado de champanhe. Na Espanha, o vinho ganha o nome de cava. Na Itália, de Prosecco (ver "Método Champenoise" e "Método Charmat").
Frutado - Um vinho que tem gosto e/ou aroma de frutas.
Jovem - Vinho leve que ainda não envelheceu como deveria ou que não precisa de envelhecimento.
Leve - Vinho geralmente equilibrado, com teor alcoólico não muito alto, fácil de beber.
Maduro - É o vinho que atingiu todo o seu potencial.
Método Champenoise - Também chamado de método tradicional ou clássico, é o modo artesanal de fazer com que o espumante tenha uma segunda fermentação dentro da garrafa. O espumante é produzido a partir de um vinho base, que já passou por uma fermentação. Assim, dentro da própria garrafa, o vinho passa por uma segunda fermentação, que o deixa menos ácido e um pouco mais alcoólico.
Método Charmat - Por esse método, a segunda fermentação é realizada em tanques de aço inox, em que é possível controlar a pressão e a temperatura da bebida.
Perlage - Nome que se dá às bolhas dos espumantes.
Prosecco - Tipo de uva branca originária da Itália. Também denomina espumantes feitos naquele país.
Retrogosto - É a percepção olfativa/gustativa deixada pelo vinho depois de ser ingerido.
Sommelier - Nome dado ao profissional responsável pela bebida em um restaurante, bar, loja ou importadora. Em um restaurante, o sommelier se dedica a escolher, guardar, provar e sugerir vinhos aos clientes. A mulher é chamada de sommelière.
Tanino - Substância natural presente na casca da uva vermelha. Um vinho com muitos taninos deixa gosto adstringente na boca.
Terroir - Em francês, significa o terreno do vinhedo. Mas o termo pode ser utilizado para definir o clima, o solo e o ambiente do lugar onde o vinho foi produzido

Varietal - Vinho que tem uma única uva como componente principal.
Acidez - É o nome que se dá à composição de ácidos da bebida. Um vinho equilibrado é aquele cuja acidez aparece na medida certa.
Adstringência - Sensação de aspereza na boca, provocada pelos taninos do vinho.
Aroma - Como o vinho é percebido pelo nosso olfato. Pode ser captado por via nasal (o nariz aspira direto do copo) ou retronasal (o olfato chega às vias nasais logo após o vinho entrar em contato com a língua e a boca).
Áspero - Com excesso de adstringência e acidez.
Assemblage - É a união de dois ou mais tipos de uva em um único vinho. Também chamada de "corte".
Aveludado - Untuoso, macio, remete à textura do veludo.
Buquê - É o aroma que o vinho adquire durante sua estadia dentro da garrafa.
Brut - Um espumante "brut" é mais seco, com poucos açúcares.
Cava - Nome dado aos espumantes produzidos na Espanha.
Cepa - Equivale à variedade da uva.
Champagne - Designa os espumantes produzidos na região da Champagne, no nordeste da França.
Complexidade - Característica de um vinho com diferentes aromas.
Decantar - Colocar o vinho em uma jarra (decanter) para separar os sedimentos do líquido e deixá-lo respirar. Assim, os aromas da bebida afloram por completo e seus sabores podem ser percebidos totalmente.
Encorpado - Vinho que preenche a boca, com certo peso proveniente principalmente do teor alcoólico.
Enófilo - Apreciador de vinhos.
Enólogo - Profissional responsável pela produção do vinho.
Equilíbrio - É a combinação entre os componentes do vinho. Um vinho "desequilibrado" é aquele que tem, por exemplo, uma proporção exagerada de álcool.
Espumante - Vinho que contém gás carbônico produzido naturalmente. Os espumantes passam por duas fermentações -a segunda é a que dá origem às borbulhas. Se produzido na região da Champagne, na França, é chamado de champanhe. Na Espanha, o vinho ganha o nome de cava. Na Itália, de Prosecco (ver "Método Champenoise" e "Método Charmat").
Frutado - Um vinho que tem gosto e/ou aroma de frutas.
Jovem - Vinho leve que ainda não envelheceu como deveria ou que não precisa de envelhecimento.
Leve - Vinho geralmente equilibrado, com teor alcoólico não muito alto, fácil de beber.
Maduro - É o vinho que atingiu todo o seu potencial.
Método Champenoise - Também chamado de método tradicional ou clássico, é o modo artesanal de fazer com que o espumante tenha uma segunda fermentação dentro da garrafa. O espumante é produzido a partir de um vinho base, que já passou por uma fermentação. Assim, dentro da própria garrafa, o vinho passa por uma segunda fermentação, que o deixa menos ácido e um pouco mais alcoólico.
Método Charmat - Por esse método, a segunda fermentação é realizada em tanques de aço inox, em que é possível controlar a pressão e a temperatura da bebida.
Perlage - Nome que se dá às bolhas dos espumantes.
Prosecco - Tipo de uva branca originária da Itália. Também denomina espumantes feitos naquele país.
Retrogosto - É a percepção olfativa/gustativa deixada pelo vinho depois de ser ingerido.
Sommelier - Nome dado ao profissional responsável pela bebida em um restaurante, bar, loja ou importadora. Em um restaurante, o sommelier se dedica a escolher, guardar, provar e sugerir vinhos aos clientes. A mulher é chamada de sommelière.
Tanino - Substância natural presente na casca da uva vermelha. Um vinho com muitos taninos deixa gosto adstringente na boca.
Terroir - Em francês, significa o terreno do vinhedo. Mas o termo pode ser utilizado para definir o clima, o solo e o ambiente do lugar onde o vinho foi produzido.


Varietal - Vinho que tem uma única uva como componente principal.

domingo, 14 de maio de 2017

BOM DOMINGO


Como hoje é o primeiro domingo do Campeonato Brasileiro de futebol, estou retratando um roda de altinho na Praia de Ipanema. Uma imagem bem carioca para desejar a todos um BOM DOMINGO!

sábado, 13 de maio de 2017

PALPITES DO BRASILEIRÃO - 1ª RODADA

Hoje começa o campeonato brasileiro, considerado o mais equilibrado do mundo. A cada edição temos pelo menos dez equipes com condições de conquistar a taça de campeão. A partir de hoje vou, como faço a alguns anos, divulgar meus palpites a cada rodada.

Vamos aos meus palpites para a primeira rodada.

SÁBADO - 13 DE MAIO

16:00 - Maracanã
FLAMENGO X ATLÉTICO-MG - EMPATE

19:00 - Arena Corinthians
CORINTHIANSXCHAPECOENSE - CORINTHIANS


DOMINGO - 14 DE MAIO

11:00 - Maracanã
FLUMINENSEXSANTOS - FLUMINENSE

16:00 - Arena Palmeiras
PALMEIRASXVASCO - PALMEIRAS

16:00 - Mineirão
CRUZEIROXSÃO PAULO - EMPATE

16:00 - Fonte Nova
BAHIAXATLÉTICO-PR - BAHIA

16:00 - Moisés Lucarelli
PONTE PRETAXSPORT - PONTE PRETA

16:00 - Ressacada
AVAÍXVITÓRIA - VITÓRIA

19:00 - Arena Grêmio
GRÊMIOXBOTAFOGO - EMPATE


SEGUNDA FEIRA - 15 DE MAIO

20:00 - COUTO PEREIRA
CORITIBAXATLÉTICO-GO - CORITIBA