sexta-feira, 16 de junho de 2017

O DESESPERO DE UMA BANCÁRIA

A vida dentro da unidades bancárias em todo o país, vem se tornando um inferno, com as absurdas e desumanas metas por vendas, que os bancos vem implementando na categoria. Boa parte da categoria, vem tomando remédios de "tarja preta" para se manter em pé e assim seguir no seu martírio.

As entidades sindicais em todo o país, denunciam diariamente casos de abusos, que se transformam em assédio moral, que é crime. Mas os banqueiros, que são os maiores anunciantes da mídia brasileira, e hoje controlam até o governo golpista do Michel Temer, são protegidos nas altas esferas da nossa sociedade.

Abaixo uma carta de despedida da categoria de uma bancária do Banco Santander, que ela mandou para o diretor Arnaldo Malaquias, do Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro. Não vou publicar o nome e nem a unidade da bancária. Mas o teor da carta deixa claro a situação que a categoria vive. 

Arnaldo Bom Dia ! É a bancária ... do Santander Select ... Ontem pedi demissão do Banco. Não aguento mais essa velocidade do Banco, pressão absurda. 

Quero viver novos desafios, onde possa ter mais tempo para mim, para minha saúde. Estou me sentindo leve. Não consegui negociar para me mandarem embora. Mas tudo bem, pretendo trabalhar com uma amiga.... 

Assim realizo dois sonhos, um de sair desta pressão, e outra de sair do Rio Janeiro. Queria te agradecer por tudo, pelo carinho e atenção me dada durante todos esses anos. Muito obrigada por tudo! 

Espero que realizem logo minha rescisão para que eu possa voar. Deus te abençoe na sua jornada! Que você possa acalentar sempre um coração sofrido de um bancário. 

...Preciso continuar na luta, mas a aposentadoria me reforça para que busque minha paz. É o que estou fazendo, não aguentaria nem mais um dia! O que querem de nós é fora da curva. Bjs 

Fica com Deus!

OBS: Como não consegui o contato com a bancária, por isto resolvi retirar seu nome.

Um comentário:

  1. Bancário Revoltado16 de junho de 2017 19:02

    É a realidade e realmente um absurdo, fora da curva. Por que o Sindicato não chama uma Greve Geral de bancários contra os abusos nas agências bancárias

    ResponderExcluir

Obrigado pela participação!