quarta-feira, 30 de novembro de 2016

QUEM ROUBA DINHEIRO PÚBLICO NÃO É CORRUPTO, SIM ASSASSINO

Vou relatar um fato muito triste e revoltante, vivenciado por mim e minha família na última semana e mostrar como os canalhas que roubam dinheiro público matam as pessoas nos hospitais públicos. Não irei nomear para respeitar a dor da perda dos familiares.

Dona “C”, mãe de um amigo nosso, teve uma crise de pancreatite e ficou internada na UPA de Copacabana, por três dias aguardando vaga para fazer uma ultrassonografia que confirmasse o diagnostico e as causas prováveis. Assim que soube do problema, minha companheira se mobilizou e conseguiu que a paciente fosse transferida para o Hospital Municipal Miguel Couto, onde realizou o exame já no quarto dia de seu sofrimento. Acompanhamos todo o doloroso processo da Dona "C", que passou quase uma semana na Emergencia do hospital, enquanto aguardava transferência para a Clínica Médica.Outro capítulo da saga: sua transferência levou uma semana! Quando finalmente chegou ao setor, seu quadro já estava se complicando e solicitaram tomografia para nova avaliação. Mais dois longos e sofridos dias até que ela conseguisse fazer o exame. Enquanto isso, ia piorando, com fortes dores, inchaço corporal e falta de ar. Tudo isto acompanhado de perto por seus familiares em grande aflição, buscando acelerar um atendimento que deveria ser urgente! Obviamente, sua situação se agravou, vindo a falecer na terceira semana de internação. 

Foi-se embora uma mulher simples e humilde, que lutou muito para criar dignamente sua família e que, ao final da sua vida, não obteve a mesma dignidade por parte do poder público. Partiu deixando em seus amigos e familiares, a desagradável sensação de impotencia e uma imensa indignação! Até quando veremos os brasileiros mais humildes morrendo nos hospitais públicos em todo o Brasil? Por insuficiência de profissionais, descaso das autoridades, falta de equipamentos, de higiene e de medicamentos, enfim, a conhecida calamidade da vergonhosa saúde pública brasileira, num desrespeito não só à vida, mas à dignidade humana, principalmente do povo mais pobre?

Os políticos que roubam dinheiro público não são somente corruptos e canalhas, SÃO ASSASSINOS, que retiram dinheiro da saúde para fazer suas tramoias e encherem seus bolsos! Dona "C" se foi e o ex-governador Sérgio Cabral estava, até pouco tempo atrás, comprando joias para sua esposa, viajando para Paris bebendo os melhores vinhos e fazendo farra com o dinheiro público que ele e sua quadrilha desviaram do povo do Rio de Janeiro!

Podemos dizer que Sérgio Cabral colaborou com a morte de Dona "C" e com tantas outras que continuam a acontecer nos hospitais do nosso estado. Deveria ser julgado e condenado, mas a justiça do nosso país protege os “bem nascidos”, os ricos, os poderosos, servindo para penalizar rapidamente apenas os negros e os pobres.

Agora o (des) governo de Michel Temer/PMDB e sua camarilha de corruptos quer congelar os investimentos na Saúde e na Educação por 20 anos, através da PEC 55 ou "PEC DO FIM DO MUNDO", que está tramitando no Senado Federal. Com sua aprovação, a população carente morrerá ainda mais nas macas e os corredores nos hospitais públicos. 


Mas, duvido que os Deputados e Senadores se importem com esta barbaridade, afinal, em sua grande maioria, representam os interesses de uma elite egoísta e atrasada. Eles aprovam o congelamento de verbas na Saúde porque não passam nem na porta dos hospitais públicos, assim como suas famílias! 


No fundo, eles realmente acreditam que suas vidas valem muito mais que a vida de uma nordestina humilde, moradora de uma comunidade na cidade do Rio de Janeiro...

De Paris fica a imagem final...


2 comentários:

  1. Carlos Eduardo Itaú30 de novembro de 2016 16:26

    Assassinos com certeza!

    ResponderExcluir
  2. Uma grande tristeza e uma enorme indignação....até quando, Brasil???

    ResponderExcluir

Obrigado pela participação!